O palpitar

Sentindo esse doce timbre de sua voz em meus ouvidos, embarquei em outro universo a ponto de conseguir transformar tudo em nestes versos. Seu ar, seu rosto, seu jeito de brincar! Minha mente nunca ficou tão confusa. Nada jamais conseguiu me fazer sonhar. Se eu pudesse controlar o tempo faria com que ele de imediato paras-se para que eu pudesse te olhar tudo como numa foto. No instante em que a vergonha não me incomoda-se, quando meu coração voltou a descontroladamente a palpitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário