Em suma


Sou tudo dentro do nada, nada dentro dos conformes. Sou a utopia da tristeza, oposto da bagunça. Sou a ordem do universo, a desordem e o inferno. Sou a raiva do amor, o desgosto do horror. Sou ilustração da morte, o desejo da poesia. Sou os sete pecados, sou a paz em vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário