P.

Há lágrimas em meus ombros que não são minhas. Secaram, mas mesmo secas deixam a minha áurea um sentimento forte. São de alguém a qual as palavras disseram-me em um desabafo: "Você é especial, e queria que fosse reconhecido por isso."

Nenhum comentário:

Postar um comentário