Pequeno baú

       Eu guardo tudo. Guardei cada instante... Do início, ao fim. Do momento em que decidi sair de casa, ao momento que retornei. Do filme se iniciando, até o momento que se acabou. Do primeiro contato até o primeiro beijo. Da primeira mensagem, até a última ligação. E do primeiro presente, até o embrulho dourado que ganhei no aniversário passado... Até isso guardei. Engodei-me totalmente, infantilizadamente. Sonhei. Não culpo nada nem a ninguém. Nem mesmo as minhas escolhas. Mas guardo tudo. E agora, jogo fora. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário