Cartas de nanquim

         Quantos motivos levam uma pessoa a escrever uma carta? Lembro-me do dia em que escrevi uma carta de amor! Talvez um dos dias mais difíceis da minha vida. Como foi difícil escolher as palavras. Me recordo de ter suado frio, ficado nervoso e amaçado talvez uma tonelada de papel. Não é fácil falar de amor, ou expor qualquer coisa que de alguma forma nos torna vulnerável. Coisas como: "o que será que ela dirá?"ou até "será que estou sendo patético demais?"  Sempre nós passam pela cabeça.

Sim... É sempre patético falar de amor. Somos sempre idiotas, bobões que nunca sabem o que fazer na hora de dizer o que tem de ser dito. Viramos poetas que mal sabem escrever. Queremos falar de amor como Fernando Pessoa, Mario Quintana e muitos outros que tiravam de letra quando o assunto era falar desse sentimento tão bonito.

O fato é que não importa o motivo pelo qual se escreve uma carta, desde que ela seja enviada. A amada precisa recebê-la, se for um caso de amor verdadeiro. Mas uma coisa é certa: Eu nunca saberei se assino "com carinho" ou se "com amor"... É realmente difícil escrever uma carta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário