Imersão

Cabe a nós decidir,
Pense bem, junto a mim,
Escute: Há! Tem de haver,
Por quê não?
Vejamos, por onde começar?

É certo apenas perguntar,
Ou é justo também não responder?
Abre a janela, já! Tem que haver,
Não é possível que não.

Não me sufoque, quero ar.

Medo é o corpo querendo proteger-se
Do que há! Então, veja através dela,
Da própria janela. Seja ela de madeira,
O peito, coração, amor ou a paixão, mas olhe.

Tem que haver, me diga algo.
Por favor, não esconda. Há?

Nenhum comentário:

Postar um comentário